Por quê o pilates é o melhor amigo dos bailarinos

Resolvi pegar carona no sucesso do desafio do Pilates proposto nas nossas redes sociais (não acompanha a gente ainda? Somos @oitotemposblog no Twitter, Instagram e Facebook!) e falar um pouquinho sobre esse queridinho dos bailarinos e se o santo é milagroso, mesmo!

Pra começar, o Pilates foi criado por um autodidata alemão chamado Joseph Pilates. Por conta da infância cercada de doenças (ele sofria de raquitismo, asma e febre reumática), começou a estudar fisiologia e medicina oriental para que não acabasse numa cadeira de rodas. O resultado dessa pesquisa ele pôs em prática em exercícios, que acabaram virando esse método de alongamento e fortalecimento muscular.

Ele é febre entre bailarinos: Tamara Rojo, diretora artística e primeira bailarina do English National Ballet, volta e meia publica uma foto dela em aula. Steven McRae (o da primeira foto), principal do Royal Ballet, faz propaganda desse método abertamente, e diz que é de onde tira força e flexibilidade para dançar. Nossas leitoras Tatiana Schwartz e Juliana Vasconcelos, que participaram do ‘desafio do pilates’, também são entusiastas.

 

Tati2
Nossa leitora Tatiana Schwartz e sua abertura negativa (Foto: Instagram)

Mas os benefícios para os bailarinos realmente são grandes? Para saber disso conversei com Tatiana Rocha, fisioterapeuta e bailarina, que tem um studio de Pilates (o Ponto de Equilíbrio) e pedi a ela que me dissesse o que essa modalidade faz para quem dança. Pelo que dá pra ver, é só coisa boa!

  • Ganho de flexibilidade
  • Ganho de força e resistência muscular
  • Equilíbrio muscular
  • Alinhamento das estruturas corporais
  • Ganho de equilíbrio e eixo corporal através da consciência do centro de gravidade
  • Fluidez nos movimentos
  • Preservação das articulações, estabilizando e mobilizando-as
  • Reduz o risco de lesões

 

E dá resultado?

Experiência própria: eu já fiz musculação convencional em academia e fiz pilates também. Para tonificar a musculatura geral, tanto academia quanto o pilates funcionam bem. Mas o pilates tem o diferencial do alongamento, e trabalha muito a musculatura interna, que é bastante exigida na dança. Fora que não hipertrofia tanto quanto a musculação, deixando a musculatura mais alongada (prefiro)!

O único ponto negativo do pilates é o preço, que proporcionalmente é mais alto do que a mensalidade de uma academia (motivo pelo qual ainda não voltei a praticar, haha!);  massss se você pode investir, vá na fé!

Pra estimular, olha Juliana Vasconcelos arrasando no abdominal!

Anúncios